segunda-feira, 30 de julho de 2012

Vassouras ecológicas tiram de circulação 6 mil garrafas pet em Rio Branco.


Rio Branco – Transformar garrafas plásticas de refrigerante, num novo produto totalmente útil e vendável, foi a ideia do marceneiro Francisco Nilo Matos Viana que fabrica vassouras de pet, tirando de circulação em média 6 mil garrafas de refrigerante por mês.
A ideia surgiu diante de uma dificuldade enfrentada pelo senhor Nilo em adquirir madeira para fabricação de móveis. A filha Jhenyffer Viana conta que o pai sempre foi um inventor nato e que ele enxergou naquelas garrafas vazias um novo produto mercadológico.
Jhenyffer relata que as primeiras vassouras, agora registradas como “Vassouras Ecológicas”, foram feitas de forma manual.

“Meu pai sempre foi um inventor, tanto que as primeiras vassouras eram cortadas com a tesoura, depois ele foi aprimorando as técnicas e começou a desenvolver seu próprio maquinário graças a sua habilidade com a fabricação de moveis”, explica a jovem que hoje trabalha como auxiliar administrativa da pequena fábrica.
Em dois anos, senhor Nilo aumentou a produção com uma desfiadeira que realiza os cortes precisos das garrafas que dão forma as cerdas das vassouras e ainda uma prensa que realiza o acabamento final do produto projetada por ele no quintal de sua casa.

Em entrevista ao Portal Amazônia, senhor Nilo conta que nos primeiros dois anos não tinha apoio e tampouco incentivos ficais para expandir seu pequeno negócio. Uma realidade bem diferente de hoje, que com os investimento chega a gerar seis empregos diretos e outros 15 indiretos, abastecendo toda a capital acreana e ainda o município de Sena Madureira.
A produção mensal chega a 500 unidades, o que representa aproximadamente seis mil garrafas a menos poluindo o meio ambiente. A inovação não para por ai, agora um novo produto chega ao mercado: o varal ecológico feito também das fibras entrelaçadas de garrafas pet.

Fonte: Portal Amazônia
por João Bras

Nenhum comentário:

Postar um comentário